Contratos imobiliários

[...]"contrato": "você isso, eu aquilo, com assinatura embaixo"

(Pedro Bial, Palavras ao vento)

Assinando um contrato

Assim que o cliente apresenta suas pretensões, o advogado imobiliário as instrumentaliza em diversas cláusulas, formando um contrato que alinha a vontade do cliente com o ordenamento jurídico.

Por meio de contratos imobiliários, o advogado especialista em direito imobiliário preserva o valor da segurança jurídica nos negócios de seus clientes.

Existe segurança jurídica quando o advogado elabora o instrumento adequado para o negócio que o seu cliente almeja, garantindo que esses interesses sejam adequadamente alinhados com o sistema de normas do nosso ordenamento jurídico, já que a liberdade contratual existe até o limite determinado pelo sistema normativa dos contratos.

Um contrato mal redigido leva a instabilidade jurídica, à insegurança no ambiente econômico e interferência judicial, prejudicando as partes que arcarão com elevados custos judiciais para resolverem problemas não previstos no contrato, ou regrados de forma inadequada.

Assinatura de homem de terno

As cláusulas de um contrato imobiliário, quando redigidas por um profissional especializado, casa com eficiência os interesses do cliente com os valores da justiça previstos no ordenamento jurídico brasileiro, o que traz ao cliente a maximização dos resultados desejados.

Os principais contratos imobiliários são:

Contrato de empreitada

Contrato de permuta

Contrato de corretagem

Contrato de doação

Contrato de locação